ÂNGELA DE MELLO É SAUDADE, MUITA SAUDADE!

Personagem relevante, sensível, que pontuou como promoter, comunicadora, a jornalista Ângela de Mello deixou muito pesar com sua morte. De raízes de Jaguariaiva, Norte Pioneiro do Paraná, integrou-se formidavelmente à família curitibana em várias de suas áreas. Seus naturais valores, sensibilidade e cultura foram determinantes em seus primeiros passos   que a levaram ao grande Dino Almeida, colunista da Gazeta do Povo. Da redação à organização de eventos tudo fluiu com a melhor desenvoltura, ganhando marcas de excelência. Paralelo ao universo social/cultural de Dino Almeida, incluindo o Glamour Girl do Paraná, consagrado evento do DA,  Ângela de Mello, por 25 anos, comandou a Karisma, das melhores agências de eventos, produções e promoções. Mais de 3 mil artistas compuseram o cadastro de sua empresa, que reunia o “The Best”.

A Europa, principalmente, França, Portugal e Itália eram direções para a sua imersão e atualização. Veneza e Pordenoni, próximas, nesta o berço de sua família materna, de onde o avô Giovanni Pessa veio ao Brasil, a convite do Conde Matarazzo, para delinear as fábricas de banha no Paraná, Antonina e Jaguariaiva, nesta também o Palacete Matarazzo, hoje museu.

Em tempo: nossa querida e amada amiga Ângela de Mello fez parte do staff do colunista Claudio Manoel da Costa (Estado do Paraná) e me substituiu, por meses, com seu aplaudido talento,  na Gazeta do Povo, onde, por 24 anos, assinei  aos sábados a Coluna Wilson de Araujo Bueno.

 O meu abraço de saudade à querida mãe Dona Leonilda e aos irmãos Renato, Moacyr, Roberto e Maria Antonieta (Nega) Ferreira de Mello Abdul Hak




REFLEXÃO 

Então Jesus tornou a falar-lhes, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue de modo algum andará em trevas, mas terá a luz da vida

Salmos 62: 5

A gratidão é o único tesouro dos humildes

William Shakespeare



Postado dia quinta-feira, 12 de maio de 2022.Você pode seguir este post através do link RSS 2.0. Você pode deixar um comentario.

Deixe seu comentário