Douglas Fasolato: Do Colunismo aos Museus

 

Bom mineiro, trazendo o melhor da herança histórica das Minas Gerais, alimentado por apreciadíssima cultura, que o torna referencial na área, Douglas Fasolato protagoniza aquilo que o fascina, que é o veio alimentado pela sensibilidade. Com ampla vivência no colunismo social, que deixou há 12 anos, está abraçado aos museus. Dirigiu o Mariano Procópio, em Juiz de Fora, depois, também como diretor, assumiu a Casa da Marquesa dos Santos, e desde novembro de 2019, está na coordenação de museus da Funarj.

Na programação, deste março, esteve às voltas com a reabertura do Museu do Ingá, em Niterói, que apresenta exposições dedicadas às mulheres: “ Múltiplos olhares: Mulheres artistas nas coleções da Funarj” e “Fayga Ostrower: a grande dama da gravura”, ambas sob a direção de Douglas Fasolato


Postado dia quarta-feira, 24 de março de 2021.Você pode seguir este post através do link RSS 2.0. Você pode deixar um comentario.

Deixe seu comentário