ALMIR FEIJÓ JUNIOR LANÇA TANTAS LISONJAS QUE SENTIU-SE NUA


A pena afiada de Almir Feijó Junior está de volta. Após o sucesso de “Descríticas”, livro que reuniu 316 críticas de cinema, Feijó Junior apresenta sua nova obra “Tantas Lisonjas que Sentiu-se Nua”, apresentando 34 contos escritos nos últimos 10 anos. Neles, resultado de profunda imersão no universo feminino, Feijó delineia personagens insólitos , desconstruindo mitos, descrevendo histórias em um texto nutrido de mistérios e simbologias. Com produção independente, o projeto reuniu time de peso: Solda fez a capa do livro, ilustrado pela artista plástica Leila Pugnaloni, com edição do poeta Roberto Prado.


Postado dia segunda-feira, 10 de agosto de 2020.Você pode seguir este post através do link RSS 2.0. Você pode deixar um comentario.

Uma resposta para “ALMIR FEIJÓ JUNIOR LANÇA TANTAS LISONJAS QUE SENTIU-SE NUA ”