LENA SANTOS : MESTRA DO DÉCOR

Faleceu, em maio, no Rio de Janeiro, Marilena Bueno Santos, carinhosamente "Lena Santos", figura tão querida pelos curitibanos. Celebração na Igreja Pio X, em memória, revelou o extenso número de amigos e admiradores que deixou em Curitiba. Carioca de berço, mas da Terra dos Pinhais por adoção, Lena marcou época por seu pioneirismo na decoração de interiores, onde requinte e sobriedade eram suas palavras-chave. Assim como suas referências Sister Parish, Nancy Lancaster ou Elsie de Wolfe, ela deixou sua marca registrada de bom gosto em inúmeros "addresses" de Curitiba. Sempre "avant garde", Lena Santos participou da 1ª edição da Casa Cor Paraná, onde seu ambiente mostrou pela primeira vez o uso da técnica "trompe l´oeil" em decoração com a artista plástica Dominique Jardy. Junto com o estimado Arthur Claudino dos Santos, o celebrado casal era locomotiva social em Curitiba, recebendo com estilo no memorável endereço do Parque Barigui, palco de belíssimas recepções, que traduziam o seu "savoir-faire". Seus convivas lembram da lendária sala de jantar com teto de espelhos e parede cor de carmim, que realçava a tapeçaria Aubusson, num acréscimo de cultura e refinamento. Após a partida de Arthur Claudino, ela retornou ao Rio de Janeiro, onde passou a viver discretamente em seu pied-à-terre, no Leblon, com a elegância que a definia, recebendo amigos que passavam pela capital fluminense. Deixa os filhos Marilia Santos Maia, sra embaixador Pedro Borio, consul geral do Brasil em San Francisco, Califórnia, Heloisa, Silvia e Arthur. Em tempo: Dos discípulos de Lena Santos, muito próximo e amigo, marca louvável carreira o arquiteto Mario Siqueira Campos, notável profissional e grande figura humana

Postado dia quinta-feira, 1 de junho de 2017.Você pode seguir este post através do link RSS 2.0. Você pode deixar um comentario.

Deixe seu comentário