“Não” Solene de Lerner

Jaime Lerner, mais solicitado do que nunca a opinar sobre sustentabilidade, produziu um texto-aula, publicado no New York Times de segunda-feira, 7. O tema foi sobre cidades sustentáveis. Para desconforto dos que sonham com o metrô – muito caro para ser implantado especialmente nos dias de hoje – Lerner repetiu seu solene “não”. Tal como ele tem dito, com relação ao pretendido metro de Curitiba em que teimam insistir certos auxiliares do nosso prefeito Fruet. E reafirmou: cidade sustentável deve optar pelo BRT (o sistema vigente desde 1974 em Curitiba, com os ônibus expressos usando a canaleta exclusiva). O texto-lição de Lerner não poupa os malefícios do automóvel, que, advoga, deve ser substituído pelo transporte de massa, o BRT. Para o urbanista, o “carro será o cigarro do futuro”. Quer dizer: rejeitado, amaldiçoado, especialmente nas cidades grandes e de médio porte: é poluidor, toma espaço para estacionar, congestiona as cidades. O artigo dá ênfase ao que Jaime fez na primeira administração em Curitiba, com a implantação da Universidade Livre do Meio Ambiente. A propósito, pouco se tem notícia da UNILIVRE, anteriormente tão propagada...

Postado dia sábado, 12 de dezembro de 2015 com os seguintes temas ,,,.Você pode seguir este post através do link RSS 2.0. Você pode deixar um comentario.

Deixe seu comentário