Vitória do Paraná no STF

Muito em particular ao Paraná, que há 119 anos amargava ausência no Supremo Tribunal Federal, a eleição do jurista Luiz Fachin, nesta terça-feira, 19, injeta dose de ânimo, vendo nossas cores integrando a mais alta corte da Justiça do País. Louve-se o Senado em referendar Fachin para a vaga de Joaquim Barbosa, desassociando-o de firulas de matizes políticas, deixando prevalecer o nome e a obra do mestre paranaense. O que se viu, atrelando nomes de variadas facções políticas do Paraná, como os senadores Álvaro Dias, Requião, Gleisi e a vice-governadora Cida Borghetti, em torno de Fachin, causa bem estar esta união, tão natural nas Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Essa união pode detonar, em parte, aquela anacrônica realidade da “autofagia paranaense”. 

Postado dia sábado, 23 de maio de 2015 com os seguintes temas ,,,,,,,,,.Você pode seguir este post através do link RSS 2.0. Você pode deixar um comentario.

Deixe seu comentário